No IEG-M, nota do eixo IGov TI, foi a máxima

O Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M), realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), que deu a Jundiaí a chance de estar no seleto grupo de 52 municípios paulistas com a melhor nota no indicador que avalia a eficiência das políticas públicas, teve como um dos eixos, o iGov TI, a nota máxima: A, altamente efetiva. Este importante eixo da administração mede o grau de utilização de recursos tecnológicos em áreas como capacitação de pessoal, transparência e segurança da informação. A CIJUN, como provedora de tecnologia da Prefeitura Municipal de Jundiaí, é a responsável por este intenso trabalho e comemora o avanço. Importante ressaltar que desde 2017, esse pilar estratégico da administração, a tecnologia da informação, vem recebendo B + – uma nota muito ‘efetiva’.

Os investimentos foram possíveis a partir da consolidação da infovia digital, implementada em toda a cidade, com mais de 400 km de fibra óptica, interligando todos os equipamentos públicos. “Fizemos ainda a implantação de um novo Data Center, além de um novo Centro de Operações de Rede (NOC), que proporciona maior segurança na informação e distribuição de pontos com acesso gratuito à internet rápida para a população. Nós colocamos a tecnologia a serviço da nossa população”, comemora o presidente da CIJUN, Amauri Marquezi.

“A pandemia impactou as cidades nos anos de 2020 e 2021. Esse período desafiador acelerou vários processos com o apoio da tecnologia. O sistema de teleinterconsulta, os mais de 130 serviços disponíveis no APP Jundiaí, o prontuário eletrônico, o sistema de alertas da infância, o Observatório que ampliou o número de indicadores disponíveis, os robustos investimentos em infraestrutura de T.I. através da CIJUN, foram algumas das ações realizados que trazem excelentes resultados para as pessoas e para a gestão”, reforçou em entrevista recente o gestor de de Governo e Finanças (UGGF) José Antonio Parimoschi.

Índice

O índice nasceu em 2015, quando os países que integram a Organização das Nações Unidas (ONU) se reuniram para discutir o futuro do planeta e formas de promover a paz e a prosperidade. Desse encontro, surgiram um plano de ação, batizado de Agenda 2030, e metas, sintetizadas em 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“O planejamento e austeridade com que a administração de Jundiaí aplica os recursos para a entrega de serviço de excelência e qualidade de vida para as pessoas se reflete no indicador, divulgado pelo TCE, e no dia a dia de quem faz uso das Escolas Inovadoras, Novas UBSs, Clínica da Família, novos ônibus, novas avenidas e as inovações em serviços, na palma da mão”, encerra o prefeito Luiz Fernando Machado.

( Com Informações e foto: PMJ)

LEIA MAIS

Tecnologia e sustentabilidade são destaques em Jundiaí em 2023  

Jundiaí é premiada no Smart Gov Brasil


Publicada em

Leia mais sobre , , , , , , ,