CIJUN desenvolve APP para dar mais transparência nos casos de covid-19 em escolas

Para dar ainda mais transparência a divulgação dos dados, nos próximos dias, a Prefeitura de Jundiaí, em parceria com a CIJUN, lança um aplicativo que vai reunir, de forma on-line, as informações sobre os casos suspeitos e positivos nas escolas municipais.

Os técnicos das Unidades de Gestão de Educação e de Saúde fizeram nova análise do cenário epidemiológico das escolas entre os dias 1 e 28 de fevereiro – primeiro mês de aulas – e contabilizaram 20 casos positivos de COVID-19. Desses, nove casos foram confirmados nos últimos 15 dias, ou seja, após o dia 16 de fevereiro.

A partir da aplicação da investigação epidemiológica, medida aprovada pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), foi apurada as características do contágio e, até o momento, constatou-se que as contaminações não ocorreram no espaço escolar.

Atualmente, todos os casos registrados são afastados do ambiente escolar assim que surgem os sintomas e encaminhados ao sistema de Saúde para acompanhamento. Toda a comunicação ocorre, também de forma imediata, mas com o uso de ferramentas como o e-mail e o telefone. A Vigilância Epidemiológica é notificada e faz o monitoramento tanto dos suspeitos como dos positivos, reforçando as orientações referentes aos protocolos sanitários.

Na rede municipal de ensino o retorno presencial não é obrigatório. Os responsáveis assinaram carta de aceite para que os alunos retornassem ao ambiente escolar. As aulas estão sendo oferecidas no formato híbrido: on-line e presencial. Atualmente, 18 mil estudantes – dos mais de 39 mil matriculados – optaram pela atividade presencial. Eles estão divididos em 1.590 grupos, dos quais cerca de 10 tiveram as aulas suspensas em decorrência dos casos suspeitos e positivos. Estão atuando nas EMEBs cerca de 3,7 mil profissionais.

Informações: Prefeitura Municipal de Jundiaí