CIJUN faz cartilha com dicas e recomendações para não cair em golpes digitais

Hoje em dia a Internet e os smartphones ( com seus aplicativos móveis) se transformaram em um universo criativo, porém, perigoso e muito obscuro. Milhares de pessoas espalhadas pelo mundo já caíram em golpes digitais. Por conta disso, a companhia elaborou uma Cartilha com alertas a alguns golpes que têm se tornado comuns. Mas não se engane: a cada dia surge um novo crime, por isso, essa Cartilha Digital será atualizada (de tempos em tempos) e estará disponibilizada no site para consulta. 

O objetivo da CIJUN com essa iniciativa é orientar e alertar pois, uma da premissas da empresa é a responsabilidade social na inclusão digital do cidadão. Faz parte ainda das ações da Companhia, em comemoração aos 30 anos, que serão celebrados em setembro próximo. A cartilha foi uma pesquisa feita com grandes publicações e com a participação ativa de nossos analistas de Segurança da Informação.

Um dos golpes do momento, é o do aplicativo de mensagem, o WhatsApp. Mais de 5 milhões de pessoas caíram em algum tipo de golpe pelo WhatsApp no Brasil em 2020, revelou recentemente um levantamento feito por um laboratório de segurança digital.

Os criminosos utilizam estratégias cada vez mais profissionais, usando o que os especialistas chamam de engenharia social. Eles iludem a vítima para conseguir o código de recuperação do WhatsApp e, assim, ter acesso aos dados pessoais das vítimas.

Esses golpes por exemplo são adaptados regularmente para fazer novas vítimas. Desde 2020, criminosos estão se aproveitando da pandemia provocada pelo coronavírus para aplicar golpes envolvendo o Auxílio Emergencial, por exemplo, benefício do Governo Federal criado com o intuito de diminuir os impactos provocados pela crise no País. 

Além disso, o período também fez crescer o compartilhamento de golpes com phishing e fake news sobre a Covid-19, fraudes que podem continuar sendo exploradas neste ano de 2021.