PMJ e CIJUN apresentam videomonitoramento do Santa Gertrudes

O prefeito Luiz Fernando Machado apresentou às lideranças do Jardim Santa Gertrudes o sistema de videomonitoramento instalado no bairro e que entrará em funcionamento até o fim desta semana. O encontro, realizado na tarde da terça-feira (09) na Sala de Situação do Paço Municipal, faz parte das iniciativas do Plano Municipal de Segurança e esforços intersetoriais da Prefeitura, da Companhia de Informática de Jundiaí (CIJUN) e da Guarda Municipal.

“Toda cidade que se prepara para ser inteligente deve investir em sua rede de fibra ótica e é isso que Jundiaí tem feito nos últimos anos. Por meio de uma espécie de cinturão regional de monitoramento, conseguimos dificultar as ações criminosas e integramos, por meio de desenho técnico da Guarda Municipal, o nosso sistema e as nossas câmeras a redes como a da Polícia Militar e da Polícia Federal Rodoviária. Tínhamos este compromisso com os moradores do Santa Gertrudes e quisemos apresentar à população. No entanto, a fim de preservar a saúde de todos, preferimos este encontro com as lideranças para que elas compartilhem as informações”, disse o prefeito.

O diretor-presidente da CIJUN, Amauri Marquezi de Luca, apresentou os avanços no Município. “Desde 2017, foram instalados no Município 370 quilômetros de rede de fibra ótica, na implantação da Infovia Digital. Para essas instalações, de câmeras e de rede para armazenamento de dados, entre já realizadas e previstas, a Prefeitura terá investido R$ 12 milhões, entre recursos próprios, emendas parlamentares e recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Quanto às câmeras, em 2016, havia 192 instaladas no Município. Desde então, foram instaladas outras 283, totalizando 470 câmeras”, disse.

Marquezi explicou também o trabalho desenvolvido no bairro. “Conforme orientação da Guarda Municipal, devem ser instaladas 18 câmeras de OCR (reconhecimento ótico dos caracteres de placas); além de outras oito CFTV (convencionais), das quais cinco já foram instaladas. Sem contar outras quatro câmeras já previamente instaladas na Nova UBS. Todo o equipamento já foi comprado e aguarda somente a instalação da parte elétrica necessária pela concessionária”.

No encontro, foram também apresentados o funcionamento da plataforma e banco de dados, bem como dos softwares envolvidos, os tipos de câmeras instalados, mapeamento da rede no Município e no bairro, exemplos de ocorrências criminais solucionadas por meio do uso de tecnologia, além de testes em tempo real com as câmeras já instaladas. (Informações e Foto: PMJ)